• RSS
  • Orkut
  • Flickr
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • Youtube

O Adolescente e o serviço à Igreja.

Posted by Equipe do Blog on 11:57 4 comments



Algumas pessoas que admiro muito me pediram para escrever sobre o serviço à Igreja. É um tema que vem me incomodando há algum tempo. Explico por quê.

Servir à Igreja é algo que muitos têm feito pelos mais diversos motivos: religiosidade, obrigação, “ôba ôba” e tantos quantos sejam a criatividade religiosa das pessoas.

Esses não são maus motivos (exceto o do “ôba ôba”), considerando o contexto geral e a ideia que se faz de Deus por aí afora: "Toma lá meu sacrifício, dá cá minha bênção". Já ouvi até “crente” dizer: “vou fazer uma ‘fezinha’ na mega sena, afinal tudo que não vem de fé é pecado”...

Mas a gente sabe que servir à Igreja é uma forma de celebrar a salvação do Senhor. É consequência e não causa; é amor, não simplesmente temor (embora faça parte); e que, além de dever, é um direito.

O problema é que é tanta correria, cobrança, stress... Tantas diferentes atividades curriculares e extracurriculares, que a gente acaba limitando nosso vocabulário a “eu tenho de”, “preciso fazer isso, senão”. Fora o que o apóstolo Paulo disse aos romanos: “ai de mim se não anunciar o evangelho”. Soa como uma obrigação e de fato é; mas, se continuarmos lendo a carta, entenderemos que o dever não se sobrepõe ao direito de servir ao Deus Maravilhoso que é o nosso. Se a gente se apegar exclusivamente à obrigação, vai acabar esquecendo o direito de ser servo do Deus Altíssimo. Foi um direito conquistado a preço de sangue e foi o Senhor mesmo quem nos deu. Aleluia! E ainda por cima, tem recompensa. Que coisa boa.

Agora, bom mesmo é saber por que Jesus fez isso. Foi por AMOR. Enquanto escrevo isso, sinto bolhinhas de felicidade no meu estômago. É que, se o sentimento é amor, eu não preciso ter medo de que o meu melhor não seja suficiente; afinal, nunca vai ser mesmo! O nosso amor recíproco é o que aperfeiçoa o meu serviço, desde que venha de mãos limpas, coração puro e esforço máximo. Né simples?

É simples. Complicado é fazer o povo entender que não se serve pra quê e sim por quê. Não é pra passar no vestibular nem pra Deus me revelar coisas do meu futuro, nem ainda pra cumprir uma liturgia. É porque eu e você somos Igreja também. O Senhor habita em nós; somos como vasos de barro que encerram um perfume precioso, sagrado. Né lindo?! Esse é o motivo mais sublime de enxergar esse assunto, pois servir à Igreja torna-se sinônimo de servir a Deus, na medida em que a consideramos como o corpo de Cristo e não somente um grupo sócio religioso.

Assim, se nós somos Igreja, certamente pertencemos a uma igreja local, neste caso a IEADPE, que, por sua vez, está contida (grande parte, espero) na Igreja do Senhor, linda, perfeita, triunfante.

Pronto. Expliquei o porquê. Agora oro para que, a cada dia, entendamos os reais motivos para servir, vivamos intensamente no amor do Pai e valorizemos profundamente o privilégio de servi-lo em sua própria casa.

Irmã Adna Vera Cruz para o UNIDAR Blog.

4 comentários:

Amém!
Que o prazer de trabalhar para o Senhor venha arder no coração de cada um.

que coisa linda é servir a Deus! é tão bom quando fazemos Sua obra com dedicação e carinho,só podemos agradecer a Ele, nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!

É, como já diz a palavra do Senhor:
Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.
1 Coríntios 15:58
Amém (:

prarabens pelo blog que deus continue abensuando vocês

Postar um comentário