• RSS
  • Orkut
  • Flickr
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • Youtube

As Bem-aventuranças PARTE I: Os pobres de espírito.

Posted by Equipe do Blog on 20:00 4 comments



“Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus;” (Mt 5.3)

Quando as pessoas nascem, nascem com talentos. Muitas vezes esses talentos demoram anos para serem descobertos, já outros são descobertos desde cedo. Geralmente eles são motivo de muito orgulho pessoal e da família.

Luiza é uma garota de 16 anos que canta no coral de sua igreja e tem uma bela voz. Todos que a escutam se maravilham com tão grande talento; a igreja se alegra ao escutar sua voz e tudo isso é para a honra e glória do Senhor.

Até que, certo dia, Luiza deixou que a admiração dos irmãos da igreja tomasse conta da sua mente e começou a humilhar as suas amigas que não cantavam tão bem.

Pedro é um ótimo compositor, ele escreve hinos que tocam o coração de todos, com rimas que admiráveis e ritmos marcantes. Todos parabenizam Pedro, porém ele sempre dá a glória e a honra para aquele que lhe presenteou com o talento. E, quando chegam para elogiá-lo, ele sempre diz que não escreve nada sozinho, mas que é a mão de Deus na vida dele.

Luiza, de uma hora para outra, começou a perder a admiração das pessoas e a igreja não estava mais sentindo a unção e o poder que sentia quando ela cantava. Mas Pedro evoluía a cada hino composto, vendendo bastante suas letras, além de nunca esquecer o dízimo.

Alguém sabe por que Pedro evoluiu e Luiza estacionou em seus talentos? A resposta é simples. Quando recebemos um talento não devemos enterrá-lo para que ninguém veja, devemos mostrar ao mundo aquilo que Deus nos deu. Pedro era pobre de espírito, ou seja, ele era humilde, e, por isso, ele sabia que nenhum mérito que ele recebesse seria propriamente dele. Entretanto, Luiza era orgulhosa, e Deus não se agrada disso.

Felizes são os pobres de espírito porque deles é o Reino dos céus. Pessoas como Pedro herdarão o reino dos céus porque são pessoas que agradam a Deus. Porém, se você é como Luiza, não é tarde, entregue a honra e a glória àquele que lhe deu o talento que você tem e nunca esqueça que quem dá a recompensa é o Senhor. Amém?!

4 comentários:

É verdade, não somos nada mais do que mordomos, ou seja, apenas tomas conta daquilo que Deus entregou em nossas mãos (seus dons e talentos).
Então que toda honra e toda Glória seja para o Senhor que é o dono de tudo em nós.

Muito bom! Devemos sempre reconhecer que Cristo é tudo em nós, então que toda Glória seja dada a quem de fato merece: O nosso SENHOR! Gostei muito dessa crônica, que nos faz refletir se estamos nos posicionando certo em relação as glórias que são dirigidas a nós. Parabéns a União e a Aczar que tem seguido os passos do nosso mentre!

gostei da grande direta Aczar!!!

Obrigada Pedrinho, foi de coração. :p
Deus abençoe a todos e que possamos ser humildes como Pedro! É de pessoas assim que Deus se agrada!
Fiquem na paz!

Postar um comentário