• RSS
  • Orkut
  • Flickr
  • Facebook
  • Twitter
  • Tumblr
  • Youtube

As Armaduras Espirituais PARTE IV: O Escudo da Fé.

Posted by Equipe do Blog on 23:58 1 comment



"Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno." Ef 6.16

Juan é um adolescente cristão. Ele é um jovem comum; como todos os outros, gosta de internet, televisão, chocolate, sair com amigos da igreja, gosta de mandar sms, fazer ligações e passar horas conversando, além de muitas outras coisas que os adolescentes costumam fazer.

O problema é que ele tem muitas amizades não evangélicas e isso preocupava bastante seus pais e dirigentes porque muitas vezes ele era convidado a participar de festas mundanas. No entanto, ele sempre foi um menino centrado. E o motivo de ele permanecer com essas amizades é apenas o amor pelo próximo.

Ele nunca foi a uma festa dessas, tampouco dá ouvidos aos maus conselhos desses amigos; isso porque ele está se defendendo como o escudo da fé. E é com esse escudo que ele consegue viver sempre na vontade de Deus, se protegendo de qualquer coisa que venha para abalar a sua fé.

Juan deixa um conselho: “Nunca abandone seus amigos por serem não evangélicos e não compartilharem da mesma fé que você, apenas aprenda a não se contaminar. Nunca se deixe influenciar, influencie! E o mais importante: não admita que eles desrespeitem você; Deus disponibilizou as armaduras para vencermos na vida, basta usá-las. O escudo é um dos componentes desta armadura, e devemos usá-la sempre que formos atacados. Que Deus lhe abençoe e ajude nessa batalha chamada vida.”

Que sejamos como Juan e possamos estar sempre revestidos por essas armaduras que são de extrema importância em nossa vida, material e espiritual. Fiquem na paz!

1 comentários:

"Nunca se deixe influenciar, influencie!" Minha avó e minha mãe sempre falaram isso para mim e até hoje, graças a Deus, tenho guardado todos os ensinamentos que me passaram.
Que possamos ser luz onde quer que estejamos. Isso é o que Deus quer.

Rebeca Torres.

Postar um comentário